Om Mani Padme Hum – Reynaldo Jardim & O Sutra da Flor – Romulo Pintoandrade


Om Mani Padme Hum

                         Reynaldo Jardim                    

A que vibra dentro e arrepia a pele.
A que tem no centro o sêmen explosivo,
palpitante e grave núcleo compulsivo;
a que funde a noite com o meio dia.
Essa que se chama pura ENERGIA.

A que frágil treme se o vento sopra.
A que chora e geme se a morte assopra,
mas que de alegria toda se recorta,
quando o menor gesto é feito de amor.
Essa que se chama Solidária FLOR.

A que no espaço arma sua forma.
Transparente aço limpidez de quartzo
quase vegetal.
A que multiplica gomos e facetas
puro mineral.
Essa que se chama água de CRISTAL.

A que se move animada e quente.
A que sendo ovo também é semente.
A que se degrada quando se eterniza.
A que singra o mar sem sangrar o porto.
Essa que se chama espelho do CORPO.

____________
*Imagem : O Sutra da Flor, estandarte – pintura sobre algodão, por Romulo Pintoandrade, Brasília, DF.
http://pintoandrade.multiply.com/

Anúncios
Esse post foi publicado em Imagens, Poesia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s