O perigo: sacolas plásticas no mar – tirinha de Fabiano dos Santos & Tubarões: Divers for Sharks

Fabiano dos Santos
http://fabianocartunista.blogspot.com.br/
http://www.fabianocartunista.com/

OS TUBARÕES

Os tubarões existem a cerca de 450 milhões de anos. Atualmente, existem cerca de 500 espécies viventes descritas, adaptadas aos mais diversos nichos ecológicos, sendo encontradas nos mares desde os trópicos até os pólos, assim como em ambientes de água doce. São os predadores de topo de cadeia alimentar dos ecossistemas marinhos e essenciais para manter o equilíbrio.

Um dos motivos para a alta taxa de pesca dos tubarões é o lucro que se pode obter através desta atividade. Suas barbatanas são consideradas iguarias pelo povo oriental que, por ser item de status, é servida em jantares, casamentos e outros eventos, chegando a valer mais de 10 vezes o preço total da sua carne. Com isso, criou-se a prática denominada finning, prática em que suas barbatanas são retiradas e o animal é jogado ainda vivo ao mar. Sem conseguir se movimentar e gravemente ferido, o tubarão afunda podendo morrer por perda de sangue, afogado ou como presa fácil para outros animais.

Aliado à pesca desenfreada, os tubarões sofrem preconceito pela sociedade. Podemos mencionar o filme “Tubarão”, sucesso de bilheteria em 1975 e dirigido por Steven Spielberg, que ajudou a desenvolver o medo e a antipatia do público em relação a esses animais.

Ainda hoje, muitas pessoas acreditam que os tubarões são assassinos sanguinários que merecem ser dizimados. Esse animal faz sempre o papel de vilão, as pessoas os matam muitas vezes sem motivo algum, apenas por acharem que isso é o certo a se fazer. Além disso, estes animais recebem pouca atenção das regras de pesca internacionais, sendo que a maioria das nações nem apresenta leis para tal prática.

Conheça mais sobre esses animais:

• espécies

• situação atual

O PROJETO

O Divers for Sharks nasceu como uma iniciativa de mobilizar a comunidade global de mergulho e simpatizantes, mas logo transcendeu para toda a sociedade, em favor dos tubarões e para impedir a extinção desses componentes vitais do ecossistema marinho.

Nossas ações são na área educacional, informativa, ativista, jurídica, artística, e pressão pública e política entre outros.

O projeto tem como objetivo mobilizar a comunidade nacional e internacional de mergulho, empresários, governos e levar, cada vez mais, informações sobre os tubarões à sociedade, através de ações efetivas em busca de reverter o declínio destes animais rumo à extinção, ajudando a recuperar a saúde dos oceanos.

Lutamos pela conservação, preservação e recuperação dos tubarões e do ecossistema marinho, apoiamos pesquisas de conservação através de métodos não invasivos, promovemos a educação ambiental e incentivamos a criação de alternativas econômicas para comunidades dependentes da pesca de tubarões, como forma de buscar um equilíbrio socioambiental.

O trabalho do D4S é de extrema importância e urgência para os tubarões, que não podem se defender sozinhos da predação humana e precisam urgentemente da ajuda de todos.

Saiba mais:
http://diversforsharks.com.br/site/2012/04/hello-world/

SITUAÇÃO ATUAL

Atualmente, existem cerca de 500 espécies viventes descritas, adaptadas aos mais diversos nichos ecológicos, sendo encontradas nos mares desde os trópicos até os pólos, assim como em ambientes de água doce. São os predadores de topo de cadeia alimentar dos ecossistemas marinhos e essenciais para manter o equilíbrio.

Assim como no resto do mundo, os tubarões também estão desaparecendo de forma acelerada nas águas brasileiras, causando danos graves aos nossos ambientes marinhos e, inclusive, já ameaçando a própria pesca e empobrecendo o mergulho recreativo. Isso já traz reflexos econômicos diretos nas muitas comunidades costeiras que têm nesta atividade uma importante fonte de renda através de uma atividade não-predatória.

http://diversforsharks.com.br/site/os-tubaroes/situacao-atual/

https://www.facebook.com/diversforsharks

http://diversforsharks.com.br/site/downloads/para-colorir/

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos, Imagens, Prosa, Reportagens, Tirinhas e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s