Cheiro de terra – José Mattos

Mutum-de-penacho-femea

Cheiro de terra

                                      José Mattos – Santa Rita do Pardo, MS

hoje o cheiro de terra
atirou-me de volta à infância:
pés descalços barreados
no barro branco do ribeiro
que descia a ribanceira
plácido, majestoso, ligeiro

camisa rota no peito:
magro, arfante, sonhador
olhos alagados de horizonte
desfolhando horas perdidas:

bem-me-quer… mal-me-quer…

tic tac! tic tac! tic tac!…

coraçãozinho balindo
na toada da cigarra
cheiro de terra molhada,
com requeijão no tacho
vaca chamando bezerro
passarada pipilando
na tardinha esmaecente
mutum, angola, galinha,
porco arando terra…

e esse cheiro de infância
sacudiu-me, sacudiu-me.

____________
José Mattos :  http://mugidodaema.blogspot.com.br/

Mutum-de-penacho-macho

imagens : http://www.animaisemdestaque.com/mutum-de-penacho/
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s