Ame-o ou deixe-o: o 7 de setembro me dá uma preguiça – Leonardo Sakamoto

Ame-o ou deixe-o: o 7 de setembro me dá uma preguiça

                                                                                         Leonardo Sakamoto – 07/09/2014

A letra do hino nacional brasileiro não foi eleita uma das mais bonitas do mundo, ao contrário do que afirmam correntes que circulam na rede.

Mas ainda temos tristes índices de iletramento.

laertevisao

Também é mito que a bandeira nacional (cujo verde não tem nada a ver com “nossas matas”) é considerada uma das mais belas.

Mas somos reconhecidos pelas altas taxas de desmatamento.

angeli

O povo brasileiro não é o mais alegre do planeta.

Mas é um dos campeões de desigualdade social e de concentração de renda.

tirinha1488

A democracia racial, apesar de alardeada como exemplo planetário, não existe e, por isso, não nos define.

O que nos explica são séculos de escravismo e suas heranças.

cobras-peq1

O Brasil não é o país que tem a mulher mais bonita do mundo. Até porque esse país não existe.

Mas somos um país reconhecidamente machista.

10386287_789594717728611_8288408844264725430_n

Nossa comida não foi eleita a mais gostosa.

Mas estamos entre os campeões de uso de agrotóxicos.

monica

Não está escrito em lugar algum que teremos um futuro grandioso pela frente.

Nem que teremos um futuro.

mafalda1

Em suma, muito cuidado. Datas como esta servem para compartilhar ou empurrar alguns elementos simbólicos que, teoricamente, ajudam a forjar ou fortalecer a noção de “nação”, mostrando que somos iguais (sic) e filhos e filhas da mesma pátria (sic).

Mesmo que, no dia a dia, a maioria seja tratada como um bando de bastardos renegados.

Ser brasileira e brasileiro, na verdade, é a nossa maneira particular de construir e perceber a realidade.

E, aproveitando o 7 de setembro, de que forma estamos fazendo isso? Celebrar as nossas forças armadas (que ainda vivem sob a herança da ditadura, carregadas de pessoas cheias de pó que se mantém feito gárgulas a tudo observar e criticar) e feitos militares bisonhos deveria ser usado como subsídio para debater a nossa construção de realidade? Ou seria o momento de uma boa reflexão, coisa que precisamos cada vez mais nesses dias em que chamamos indígenas de intrusos, camponeses de entraves para o desenvolvimento e imigrantes bolivianos e haitianos de vagabundos?

O melhor de tudo é que, ao levantar indagações sobre quem somos e a quem servimos e conclamar ao espírito crítico, somos acusados de não amar o país, no melhor estilo “Brasil: ame-o ou deixe-o” dos tempos de chumbo da Gloriosa.

bandeira-brasil-imagem-animada-0009

Orgulho de ser brasileiro. Mas nem sempre.

___________

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2014/09/07/ame-o-ou-deixe-o-o-7-de-setembro-me-da-uma-preguica/

https://www.facebook.com/leonardo.sakamoto

Anúncios
Esse post foi publicado em Cartuns, Charges, Crônicas, Imagens, Prosa, Tirinhas e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s