Zumbilândia – Müller Barone

11068392_10200413818984074_3513548905091327772_n

Zumbilândia

                           Müller Barone

O que é um zumbi? É um morto-vivo (resposta pronta, rápida). Zumbi ou morto-vivo é aquele ser que não se conforma (em tese, porque mal pensa) com o fato de que passou, teve a oportunidade, o tempo, teve tudo, mas passou. Foi-se.

Mas um zumbi não se conforma, ele é conduzido (lembrem que ele não pensa), segue uma força sinistra, uma espécie de berrante sobrenatural que diz a ele que ele pode, sim, mesmo depois de ter seguido a ordem natural das coisas, invadir as ruas e aterrorizar com seu bafo fedorento as pessoas que estão vivas e respeitam a ordem, a lei, digamos assim.

Zumbis são como torcedores idiotas do time que perdeu que, inflamados pelo chefe da torcida ou pelo presidente do clube, saem às ruas para demonstrar, babando, espumando (zumbis são idiotas, só conseguem vociferar e rosnar) seu inconformismo e sua raiva com o resultado adverso e querem melar o campeonato, mudar as regras ou, como fazem os torcedores e zumbis mais jacus que acham que estão vivos, pedir a destituição do presidente da federação, do técnico ou do presidente do clube.

Dizem que, numa terra distante (e inexistente, já que falamos de zumbis e zumbis não existem), os vivos sofriam ataques mensais dos zumbis. Os morto-vivos invadiam as ruas, sempre inconformados porque seu projeto de vida (era de morte, afinal eram zumbis, mas eles diziam que era de vida) não deu certo, e queriam desfazer tudo que havia sido feito pela vontade da maioria, dos que estavam vivos e respeitavam a vida e a morte. E gritavam que tinham direito de conviver com os vivos democraticamente, mas (coisa de zumbi idiota) chamavam zumbis nazistas para as passeatas e, se você dissesse algo, mandavam você ir morar em outra país que não fosse a Zumbilândia.

Dizem que lá, na Zumbilândia, de tempos em tempos, era possível trocar de Guia, Mestre ou Guru, mas, conta a lenda, que os zumbis ficavam inconformados quando seus gurus não ganhavam. Daí, inventaram por lá o tal Dia do Zumbi, a tal passeata que reunia, uma vez por mês, zumbis inconformados, levados às ruas por berrantes e coisas assim.
Claro que isso é uma ficção, mas ouvi por aí e resolvi compartilhar.
Bom dia 12 de abril para vocês.

_______________

https://www.facebook.com/MullerBaroneFotos/

Esse post foi publicado em Contos e Lendas, Prosa e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s