Cerrado Carmim – poema de Romulo Andrade, fotos de Romulo Andrade e Daniela Rossi

pau-terrinha

Pau terrinha


Cerrado Carmim

                                                                     – Romulo Andrade

 

Todos os anos me encanto
co’as folhas do pau-terra roxo,
ou pau-terrinha. Levadas
pelo vento forte de agosto,
quando em plena seca, ganham
uma linda coloração carmim.

cagaita-florida_romulo_pintoandrade

Cagaita florida

Nessa época também floresce
o ipê amarelo, o jacarandá mimoso
a cagaita, quando se veste de noiva,
algumas orquídeas nativas e
as roxas e rosadas quaresmeiras.

daniela-rossi-jacaranda-mimoso

Jacarandá mimoso

Clima de deserto, umidade baixíssima,
aridez é difícil suportar,
mas quando abrimos os olhos
estamos rodeados de uma beleza rara.

romulo-andrade-ipe-amarelo-25-anos

Ipê amarelo

Olhe bem.
Assim é o Cerrado, quando
sentido e apreciado mais de perto.
parque-da-cidade-pau-terrinha_romulo_pintoandrade

Parque da cidade, pau terrinha

_________________

Fotos por Romulo Andrade; com exceção do Jacarandá mimoso, por Daniela Rossi.
Esse post foi publicado em Imagens, Poesia e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Cerrado Carmim – poema de Romulo Andrade, fotos de Romulo Andrade e Daniela Rossi

  1. Eu quero ser como água.
    Limpa, transparente, fonte de energia,
    mas que quando se rebela
    é capaz de inundar o mundo.

    Caio Fernando Abreu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s