Quando entrar setembro… – crônica de Pedro Brasil Jr.

setembro_pedro_brasil_jr.

Quando entrar setembro…

                                                        – Pedro Brasil Jr.

Setembro chegou no dia e hora marcados!
Eu é que me atrasei entre os sonhos que não consigo lembrar!
Mas o portal estava aberto logo cedo, um alvorecer lusco-fusco, uma brisa gélida e os pássaros de sempre cruzando aquele céu que tanto conheço…
Já é setembro da minha prima querida, da estação de todas as cores, todos os sabores, todos os amores e do meu bem querer que é segredo e sagrado!
Coração palpita forte em bit acelerado, esperando surpresas que só a natureza aufere.
O dia segue preguiçoso, manhoso e numa atmosfera que intriga a alma…
Eu nem queria escrever, nem queria tirar uma foto, nem queria hoje pôr os pés para fora de casa. Queria mesmo era poder exercer um ritual de sossego, desses que raramente a gente consegue em meio ao rebuliço de cada dia. O cansaço vez ou outra pega a gente e nos manda ir olhar pela janela para não ver nada, mas enxergar muito além do alcance dos olhos.
Fiquei ali uns minutos e me deixei levar distante em meio ao sibiliar do vento, ao ruflar das asas do pássaro e daquelas nuvens que estavam num desfile de moda todo próprio.
Uma paradinha nesta manhã de primeiro de setembro, na janela frontal esperando um raio de sol, um reflexo qualquer para, como num flash, dar à luz a essência do existir.
Depois saí como de costume e observei que todos os que vejo a cada dia estavam circulando da mesma maneira, com os mesmos trejeitos, com as mesmas preocupações, eu presumo; e só eu, pelo menos por aquelas paragens é que estava cultuando esta entrada de setembro, mais um mês, mais um setembro entre tantos já vividos e cujo significado para mim se volta ao renascer, aos reencontros, às energias novas que impulsionam a vida da gente.
Mas este setembro que outrora era “sete” e se tornou o “nono” mês do ano ora adentra nosso cotidiano irradiando sua luz, sua força e todo o seu poder de poesia viva.
Então; setembro chegou sorrateiro e apesar de não nos parecer ter ocorrido mudanças durante o inverno, no silêncio e com toda parcimônia trabalhou a natureza. Em alguns dias tudo eclodirá numa explosão de fractais fantásticos e a vida, toda ela ao redor, ganhará um novo impulso com a chegada da nova estação.
Estejam todos a postos para embarcar neste maravilhoso trem azul lembrando que, para este fantástico passeio é preciso levar consigo apenas a esperança de tempos melhores. E que cada um de nós possa fazer um pouquinho para melhorar o mundo.
E viva setembro!!!!

setembro_pedro_brasil_jr.1

______________

http://guardiaodoportal.blogspot.com.br/

Imagens editadas por Pedro Brasil Jr.

Anúncios
Esse post foi publicado em Crônicas, Prosa e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s