Arquivo da categoria: Crônicas

Trilhos da Algia – crônica de Pedro Brasil Jr.

Trilhos da Algia ………………………………..– Pedro Brasil Jr. Não tinha nada ao redor, mas era o caminho que levava a tudo. Norte encoberto pelas nuvens, chuva aparente. Sul esquecido pela visão do que ficara para trás. Ao leste e oeste uma … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, Prosa | Marcado com | 1 Comentário

A libélula, a estrela e o dente de leão – Pedro Brasil Jr.

A libélula, a estrela e o dente de leão                                                                                – Pedro Brasil Jr. Primeiro fui dar uns passos por entre as espumas da quebra das ondas na praia. Havia um brilho diferente naqueles cristais da areia e o som … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, Prosa | Marcado com | Deixe um comentário

Assassinamos Nossos Rios – Luiz Carlos Amorim

Assassinamos Nossos Rios                                                                Luiz Carlos Amorim Dia 24 de Novembro é o Dia do Rio. Nada tão oportuno. Este é um dia que deveria ser mais divulgado, para lembrarmos que precisamos proteger nossos rios, ao invés de poluí-los, de … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, Prosa | Marcado com | Deixe um comentário

Mar de Lama – SantinoFrezza

Vista parcial da RPPN a partir da janela de um dos alojamentos do Santuário. Mar de Lama                                      Santino Frezza O Parque Natural do Caraça, situado nos municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, Minas Gerais, abriga em suas terras … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, Imagens, Prosa, Sem categoria | Marcado com | Deixe um comentário

A Lição dos Porcos – Pedro Brasil Jr.

A Lição dos Porcos                                        – Pedro Brasil Jr. Não fosse pelo acidente e teria sido apenas mais um carregamento de suínos para o abate. Do campo para a cidade estes animais levam uma vida (se é que de fato … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, Prosa | Marcado com | Deixe um comentário

Destino – William Henrique Stutz

Destino                             William Henrique Stutz Uma libélula voa apavorada em minha sala. Faz-se noite, não posso nem abrir janela para deixá-la ir-se, viraria presa fácil. Seu voo helicóptero a conduz em direção ao globo de luz. Bate de frente. Recuo … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, Prosa | Marcado com | Deixe um comentário

Benedita e Eu – Edna Esposito Miliauskas

Benedita e Eu                             Edna Esposito Miliauskas Ô minha amiga Dita! Vorte no tempo e procure se alembrá… Daquelas duas menina pobre que todo dumingo de manhã bem cedinho, ia na igreja mode rezá… E no caminho, nóis ia oiano … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, Poesia | Marcado com | 2 Comentários